segunda-feira, 11 de março de 2013

Aprovado pauta de reivindicações dos radialistas de São Paulo


Por Ronaldo Werneck

No último sábado, dia 09 de março, dezenas de radialistas do Estado de São Paulo se reuniram em assembleia para aprovação da pauta de reivindicações da campanha salarial deste ano. Além da pauta, a diretoria apresentou sua prestação de contas da entidade. Os recursos angariados através da contribuição associativa e a do imposto sindical, foi debatida e também explicada aos presentes, pois muitos não sabem a diferença. A contribuição associativa é aquela feita pelos sócios da entidade, descontada todo mês. Já o Imposto sindical, como o próprio nome diz, é compulsório. Descontado um dia de trabalho de todos os trabalhadores do Brasil. Parte dos recursos que são descontados, vai para o sindicato, através de sua federação (FITERT) e também para o Sindicato. Este último, por sua vez, no caso dos radialistas, devolvem aos sócios na condição do não desconto da mensalidade. É uma forma de devolver algo que acreditamos não ser justo, já que acreditamos que os trabalhadores devem ter consciência de sua contribuição a sua entidade de classe.

Esperamos que este ano a categoria se mobilize. Atenda ao chamado da diretoria, para se mobilizar e enfrentarmos o descaso dos patrões em relação a nossa força de trabalho. Somente assim podemos impedir que se repita o que aconteceu no ano passado. Por conta da imobilização da categoria, em assembleia, os radialistas enviaram para a justiça decidir algo que nós mesmo deveríamos fazer. O resultado disso é que nosso dissídio, até o momento ainda não foi julgado. Não é prioridade no TRT. Se quisermos que nossas reivindicações sejam prioridade para o patrão, temos de nos mexer.

Vamos a luta companheirada!