sexta-feira, 4 de janeiro de 2013



Por Ronaldo Werneck

Ano novo, novas lutas com velhos problemas. O TRT ainda não julgou nosso dissídio, muito menos nossos problemas irão diminuir neste ano que se inicia. O fato é que apesar de todo e qualquer problema, sabemos que a solução passa por nós. Nossa organização é imprescindível na luta que deveremos travar. Por isso, no início de março, deveremos ter nossa assembleia de abertura da Campanha Salarial. É com ela que levamos nossas reivindicações para o patronato atender. Que, diga-se de passagem, só atenderá se estivermos mobilizados.

Outras categorias saíram na frente, conquistando índices com aumento real. Estamos há anos só recebendo reajustes e, neste último ano, os patrões, além de só oferecerem isso, queriam retirar direitos. Coisa que essa diretoria não irá concordar. Decisão em assembleia deliberou que fosse enviado parta dissídio, por isso não adianta reclamar quem não veio na assembleia, para votar e decidir o que fazer em relação a proposta patronal. Os presente entenderam que a perda seria maior com a assinatura do acordo,  nos molde que os patrões nos enviaram. Por isso, para não repetir o resultado do ano passado, mobilização é necessário. 

A categoria precisa se movimentar, estamos atentos e dispostos a implementar uma luta que levará a vitória, sempre. Basta os trabalhadores decidirem por isso.

Feliz começo de ano a todos!